17 de agosto de 2014

De todo coração



Durante essa semana fiquei bem mal de gripe, e um dos efeitos colaterais foi uma dor no ouvido que fez a tarefa de usar fones ser impensável durante esse tempo. Quando finalmente fui ao médico ontem, comecei a tomar antibiótico e anti-inflamatório e eis que hoje meus ouvidos estavam aptos a receber a bem-vinda intervenção dos fones.
 


Estava toda alegrinha para voltar para casa ouvindo You Make Me Brave (o novo cd da Bethel, excelente e recomendadíssimo, por sinal!), mas qual é a minha surpresa quando conecto o cabo e percebo que só um lado do fone estava funcionando direito? Ah, mas é para colocar quase todos os frutos do Espírito à prova, não e não?  


Ainda dependendo da posição do cabo, o lado danificado voltava a funcionar, só para parar em 5 segundos. Só para me lembrar do que eu estava perdendo. Só que o fone já estava assim antes de eu ficar gripada. Preferi continuar passando raiva a ir atrás de outro fone que iria me proporcionar uma experiência melhor. 


Depois do cd quase terminado, fui perceber como a gente passa por uma situação parecida na nossa vida espiritual. Escolhemos permanecer em níveis de conhecimento e intimidade com o Senhor que não mais nos satisfazem a ir em busca de um relacionamento melhor e mais profundo, por que nos custa esforço, sair da zona de conforto, muitas vezes demanda mudanças e passos que ainda não queremos, mas que preciamos dar. 


Já trabalhei com edição de áudio, e um dos softwares possui uma ferramenta chamada Normalize, que era minha paixão. Ela traz uma qualidade melhor a todo e qualquer áudio. Dá até saudade! E sabe aqueles fones enormes, mega poderosos, que fazem você escutar até a menor variaçãozinha na faixa? Uau, maravilhosos! Nem parece que você está ouvindo a mesma canção que ouviu antes sem eles.


 Quantas vezes a gente não experimenta o melhor com o Senhor, mas acaba voltando para o básico? Quantas vezes já não deveríamos estar prontos para o alimento sólido, mas preferimos permanecer no leite? Quantas vezes mesmo conhecendo maravilhas como o Normalize e os mega fones, a gente ainda continua passando raiva com fones que só funcionam bem por 5 segundos? 


“Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de Deus; e vos haveis feito tais que necessitais de leite, e não de sólido mantimento.Porque qualquer que ainda se alimenta de leite não está experimentado na palavra da justiça, porque é menino. Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal” - Hebreus 5:12-14  


“Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo” - Efésios 4:15 


Devemos crescer em nosso relacionamento com o Senhor. Um crescimento gradual e saudável. Não chamamos nossa vida cristã de “caminhada” à toa. Ou seguimos em frente, ou regressamos. Eu escolho seguir para o alvo! Deixar as coisas de menino para trás, agradecer pelo leite, e seguir para o alimento sólido, agradecendo por ele também, e disposta a sair da minha zona de conforto e largar minha preguiça e meu orgulho. Ninguém disse que seria fácil, mas não foi por isso que Jesus nos deixou o Consolador. 


“Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto” - Isaías 55:  


“E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração” - Jeremias 29:13 


Para mim, esses dois versículos deveriam andar sempre juntos. Jesus já pagou o preço que seria nosso. É como se os fones de boa qualidade e as ferramentas que nos dão acesso a um relacionamento cada vez melhor com ele estivessem sempre ao nosso alcance. É só não se contentar com um fone estragado, com um relacionamento raso. E buscar ao Senhor de todo o coração, enquanto se pode achar.







Amanda Almeida
Estudante de Comunicação Social na UFMG
Twitter: @mandyalmeida
Frase: Apaixonada por Aquele que me amou primeiro!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário!