2 de fevereiro de 2014

Constrangidos pelo compromisso



No fim do ano passado, conheci um checheno. Agora ele mora na Alemanha, mas veio ao Brasil para intercâmbio. Entre outras coisas, ele é vegetariano. Certo dia fomos à pizzaria e com toda a educação do mundo, ele se virava para entender os ingredientes do cardápio em português e ver se ele podia pedir aquele sabor ou não. 

Essa parece ser uma característica em comum entre os vegetarianos (pelo menos entre os que eu conheço): eles não voltam atrás na decisão que fizeram. Cada um vive feliz da vida pela escolha que fez, sem reclamar por não poder comer um sabor de pizza que leve bacon ou pepperoni.

Mas no caso do checheno, entre outras coisas, ele também é muçulmano. E acho que posso afirmar que eu e todos os meus amigos cristãos que o conheceram aqui no Brasil ficamos mais que constrangidos com o compromisso dele com Alá, a quem ele serve e adora. 

Isso não nos impediu de convidá-lo para as reuniões da célula, cultos e clubinhos, de falar do amor de Cristo e de manifestar o reino de Deus ao redor dele. Mas não dava para deixar de se impressionar com o tanto que ele não desviava do seu objetivo. Para se ter uma ideia, ele separava cinco momentos ao dia para adorar a Alá. Quantas vezes meu dia vai chegando ao fim e eu percebo que ainda não separei nenhum?!

Uma história de compromisso que sempre me impressiona é a de Rute com Noemi. O filho de Noemi falece, e Rute, a viúva, decide permanecer com a sogra, mesmo que houvessem opções que à primeira vista eram melhores. 

Rute, porém, respondeu: ‘Não insistas comigo que te deixe e que não mais te acompanhe.Aonde fores irei, onde ficares ficarei! O teu povo será o meu povo e o teu Deus será o meu Deus! Onde morreres morrerei, e ali serei sepultada.
Que o Senhor me castigue com todo o rigor se outra coisa que não a morte me separar de ti!
" Rute 1:16-17.

Então Rute, que era moabita, entra na genealogia de Jesus. Uma honra que se deu por meio de um compromisso. E quando escolhemos seguir a Cristo, também assumimos alguns compromissos.

Respondeu Jesus: 'Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento'. Este é o primeiro e maior mandamento” Mateus 22:37-38.

Jesus dizia a todos: ‘Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome diariamente a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida a perderá; mas quem perder a sua vida por minha causa, este a salvará’” Lucas 9:23-24.

Amar ao Senhor. Viver por Ele. Que esses compromissos guiem nossa vida. Que eles sejam manifestos de uma maneira tão forte por nós, que todos a nossa volta não tenham outra opção a não ser serem constrangidos pela realidade de Cristo.








Amanda Almeida
Estudante de Comunicação Social na UFMG
Twitter: @mandyalmeida
Frase: Apaixonada por Aquele que me amou primeiro!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário!