10 de janeiro de 2014

Seu lugar no corpo de Cristo


Este é um texto do vocalista do Switchfoot, Jon Foreman, em resposta ao questionamento de “Por que o Switchfoot não toca músicas cristãs”.

Por mais que a resposta dele levante um debate sobre o conceito de música cristã, é interessante ler com a perspectiva do papel de cada um no corpo de Cristo:

“Para ser honesto, essa questão me magoa porque sinto que ela representa um problema bem maior que apenas algumas canções do Switchfoot. De uma maneira bem Socrática, deixe-me fazer algumas perguntas: Lewis ou Tolkien mencionam Cristo em qualquer uma de suas séries ficcionais? As sonatas de Bach são cristãs? O que é mais cristão: alimentar os pobres, fabricar móveis, limpar banheiros ou pintar o pôr do sol? Há uma separação ente o sagrado e o secular em nossas mentes modernas.

A visão de que um pastor é mais cristão que um técnico de vôlei feminino é falha e herética. O posicionamento de que um líder de louvor é mais espiritual que um zelador é condescendente e falha. Esses diferentes chamados e propósitos demonstram ainda mais a soberania de Deus.

Muitas canções são dignas de serem escritas. O Switchfoot vai escrever algumas, Keith Green, Bach e talvez até você mesmo tenham escrito outras. Algumas dessas canções são sobre redenção, outras sobre o pôr do sol, outras sobre nada em particular: escritas pela simples alegria da música.

Nenhuma dessas canções nasceu de novo, e por conta disso não existe essa coisa chamada música cristã. Não. Cristo não veio e morreu pelas minhas canções, ele veio por mim. Sim. Minhas canções são uma parte da minha vida. Mas julgando pela escritura, eu posso apenas concluir que nosso Deus está muito mais interessado em como eu trato o pobre e o cansado e o faminto do que nos pronomes pessoais que eu uso quando canto. Eu sou um crente. Muitas dessas canções falam sobre essa fé. Uma obrigação em dizer isso ou fazer aquilo não soa como a gloriosa liberdade que a morte de Cristo me comprou.

Todos nós temos diferentes chamados; o Switchfoot está tentando ser obediente ao que somos chamados para ser. Nós não estamos tentando ser o Audio A, ou o U2, ou o POD, ou Bach: nós estamos tentando ser o Switchfoot. Veja, uma canção que tem as palavras ‘Jesus Cristo’ não é mais ou menos cristã do que uma peça instrumental. (Eu já ouvi várias pessoas dizerem ‘Jesus Cristo’ e elas não estavam falando sobre o seu redentor.) Veja, Jesus não morreu por nenhuma das minhas canções. Então não há hierarquia de vida, ou canções, ou ocupações; só há obediência. Nós temos um chamado de pegar a nossa cruz e segui-lo. Nós podemos ter certeza que essas estradas vão ser diferentes para todos nós. Assim como você tem um corpo e cada parte tem uma função diferente, assim também em Cristo nós, que somos muitos, formamos um corpo e cada um de nós pertence a todos os outros. Por favor, não se apresse em julgar ‘irmãos’ que tem um chamado diferente.”

Em 1 Coríntios 12, Paulo fala dos dons espirituais:
Porque, assim como o corpo é um, e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, são um só corpo, assim é Cristo também. Pois todos nós fomos batizados em um Espírito, formando um corpo, quer judeus, quer gregos, quer servos, quer livres, e todos temos bebido de um Espírito. Porque também o corpo não é um só membro, mas muitos. (...) Mas agora Deus colocou os membros no corpo, cada um deles como quis. E, se todos fossem um só membro, onde estaria o corpo? Assim, pois, há muitos membros, mas um corpo. E o olho não pode dizer à mão: Não tenho necessidade de ti; nem ainda a cabeça aos pés: Não tenho necessidade de vós. Antes, os membros do corpo que parecem ser os mais fracos são necessários; E os que reputamos serem menos honrosos no corpo, a esses honramos muito mais; e aos que em nós são menos decorosos damos muito mais honra. Porque os que em nós são mais nobres não têm necessidade disso, mas Deus assim formou o corpo, dando muito mais honra ao que tinha falta dela; Para que não haja divisão no corpo, mas antes tenham os membros igual cuidado uns dos outros. De maneira que, se um membro padece, todos os membros padecem com ele; e, se um membro é honrado, todos os membros se regozijam com ele. Ora, vós sois o corpo de Cristo, e seus membros em particular. E a uns pôs Deus na igreja, primeiramente apóstolos, em segundo lugar profetas, em terceiro doutores, depois milagres, depois dons de curar, socorros, governos, variedades de línguas. Porventura são todos apóstolos? são todos profetas? são todos doutores? são todos operadores de milagres? Têm todos o dom de curar? falam todos diversas línguas? interpretam todos? Portanto, procurai com zelo os melhores dons; e eu vos mostrarei um caminho mais excelente.”

Acho que depois do texto do Jon e dessa passagem, nem preciso dizer muita coisa. Não se sinta menos cristão, menos importante no corpo de Cristo por não ter uma posição de destaque, por não subir ao púlpito nas reuniões, por não ser líder de diversos ministérios ao mesmo tempo. Talvez um dia essas coisas vão acontecer, talvez não. Mas independente disso, Deus tem um plano preparado só para você, e esse é sempre o melhor. E como Ele está sempre interessado em nossas intenções, é bom ter em mente que ministério é para servir, não para autopromoção. Não importa qual parte do corpo aparece fazendo a obra, as pessoas precisam ver Jesus. Se é isso o que você busca, tenha a certeza de que está na estrada certa.







Amanda Almeida
Estudante de Comunicação Social na UFMG
Twitter: @mandyalmeida
Frase: Apaixonada por Aquele que me amou primeiro!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário!