14 de março de 2013

Finanças para mulheres empreendedoras

Boa parte das famílias brasileiras é gerenciada por mulheres, mesmo quando elas não são as principais provedoras do lar. Grande parte das empresas, principalmente as familiares, têm mulheres no controle das finanças.

Estudo da Global Entrepreneurship Monitor (GEM) de 2010 mostra que as mulheres são metade dos empreendedores brasileiros (49,3%), o que representa 10,4 milhões de mulheres comandando suas empresas.

Um levantamento feito pelo Sebrae aponta que de cada 100 Empreendedores Individuais (MEI), 45 são mulheres. E cerca de 61 mil delas estão à frente de uma franquia, faturando até 32% a mais do que as lojas gerenciadas por homens, segundo dados da consultoria Rizzo Franchise, especializada nesse tipo de negócio. Ao todo, as mulheres são responsáveis pelo sustento de 35% dos lares brasileiros.

Portanto, as mulheres são responsáveis pelo gerenciamento financeiro das suas próprias finanças, das finanças da casa e das finanças do empreendimento. Como equilibrar esta balança para que um não prejudique o outro?

Em meu trabalho como consultor de finanças, sinto que há uma carência das mulheres, quando a questão é o gerenciamento financeiro. Em minhas palestras e cursos, bem como nas consultorias individuais, a maior parte do público é composta por mulheres. Muitas comentam sobre suas dificuldades quando o assunto é dinheiro. Não estou falando de ganhar dinheiro, pois isto as mulheres já estão fazendo muito bem. No entanto, quando a questão é gastar e administrar o dinheiro é que, para essas mulheres, surge a maior dificuldade. As mulheres estão sendo muito influenciadas pela pressão do consumismo. A moda, por exemplo, lança novidades a todo o momento e neste ponto eu pergunto: qual mulher não quer andar na moda?

Como gerenciar casa, filhos, trabalho ou negócio? A primeira orientação é obter informações precisas de como o dinheiro é usado. No negócio deve-se saber exatamente qual é o resultado apurado. Lucro, prejuízo? O que o seu negócio gera para você por mês? Saber o que seu negócio gera mensalmente é importantíssimo e, muitas vezes, os empreendedores relegam essa informação. Algumas empreendedoras misturam as contas do empreendimento e as contas da família, o que é um grande erro.

Separar as contas é um passo fundamental para o sucesso em finanças. Tenha prioridades ao gastar, de forma a não prejudicar a sua fonte de renda. Gaste bem o seu dinheiro, para que cada gasto realizado produza qualidade de vida para você e seu negócio.

Felicidades a todas as mulheres neste mês! Temos vários temas de palestras específicas para este público. Viva em paz com seu dinheiro.


Retirado do portal lagoinha.com 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário!