29 de junho de 2012






Penso (para Glória de Deus), logo existo (para Glória de Deus).

A maioria de nós já ouviu acerca da importância dos nossos pensamentos. Muitas vezes não prestamos atenção no que pensamos, literalmente damos assas a nossa imaginação. Recebemos e guardamos muitas informações desde criança, seja nos relacionamentos pessoais ou virtuais (não me refiro somente à internet, mas à televisão também), fomos e somos bombardeados de ideias e opiniões que, na verdade, são sofismas. Argumentos aparentemente válidos, mas que nos enganam e nos induzem ao erro.
Os pensamentos do homem são vãos (Salmos 94:11), formam maus caminhos (“Estendi as mãos todo dia a um povo rebelde, que anda por caminho que não é bom, seguindo os seus próprios pensamentos” Is 65:2), podem nos sujar (“Lava o teu coração da malícia, ó Jerusalém, para que sejas salva! Até quando hospedarás contigo os seus maus pensamentos?” Jeremias 4:14). Existem outros aspectos apontados na Bíblia acerca do pensamento humano, inclusive que tais podem ser nossos inimigos (“Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas sim poderosas em Deus para destruição das fortalezas, anulando nós, sofismas e toda altivez que se levante contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento a obediência de Cristo.” 2 Coríntios 10:4-5).
Entretanto, não devemos nos conformar com este século, mas transformarmos com a renovação da nossa mente, para que experimentemos qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus (Romanos 12:2). Devemos pedir ao Espírito Santo que “caminhe” conosco nos nossos pensamentos e nos mostre as ideias, opiniões, informações que estão enraizadas em nossa mente e que não têm parte com Ele e destrui-las. É um processo contínuo, racional e consciente.

Faz-se necessário citar alguns exemplos práticos.
Sabemos que não é bom o uso de decotes, transparências, roupas excessivamente curtas, que deixam partes do corpo à mostra (realmente uma amostra grátis), mas nossos pensamentos ditam que uma peça de roupa é bonita se houver um toque de sensualidade. Seria coincidência todas as propagandas, filmes, NOVELAS (sim, ainda tem gente que assiste novela) mostrarem mulheres lindas, seminuas, nos induzindo a achar que realmente a beleza é sinônimo de sensual?
Há quem questione o porquê não se deve transar antes do casamento (Pensamento que a Malhação colocou em sua cabeça!). Ou uma mãe que pense: Meu filho é minha vida! Se ele morrer, morro junto!
Claro que outras questões bem mais profundas estarão em xeque se não filtrarmos e pedirmos ajuda ao Espírito Santo sobre nossos pensamentos. Por exemplo, deixar de enxergar o chamado de Deus para nós, dizendo com os lábios eis me aqui Senhor, mas, no íntimo, no coração, na mente, priorizamos as próprias vontades e as coisas deste mundo. Colhemos frutos dos nossos pensamentos (Jeremias 6:19).
A boa notícia é que nosso Pai na sua infinita misericórdia, sabendo de todas as coisas, nos deixou instruções acerca do que pensar. Vamos lembrar:
“Finalmente, irmãs, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo que é puro, tudo que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, seja isso que ocupe vosso pensamento” (Filipenses 4:8).
E encerro com o versículo 7 desse mesmo capítulo:
“E a paz de Deus, que excede todo entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus”.


Milene Góes, Casda, Fisioterapeuta
Twitter: @milenegoess
Frase:"Não tenha resposta pra tudo, é desnecessário".